A cura pela mente

Anunciantes

sábado, 5 de janeiro de 2013

Cana do Brejo ótimo para os rins e reumatismo (e serve para outros tratamentos)





A Cana-do-brejo é uma planta herbácea, de haste dura, com foIhas alternas, oblongas, invaginantes, verde-escuras, com bainha pilosa e avermelhada nas margens. Suas flores são amarelas com brácteas cor de carmim. A caninha-do-brejo é um diurético de uso comprovado pela ciência.    

Partes utilizadas : rizomas, hastes e folhas frescas.
Princípios Ativos: ácido oxálico, inulina, taninos, matérias pécticas.
Propriedades medicinais: antiinflamatória dos rins e bexiga, antilítica, antilítica, antidiabética, anti-reumática, aperitiva, calmante das excitações nervosas e do , depurativa, diurética, diaforética, emenagoga, estomáquica, febrífuga, resolvente de tumores, sudorífera, tônica.
Indicações: é diurética, afecções renais, inflamações da uretra, leucorréia, nefrite, cálculo renal, albuminúria, arteriosclerose, catarro, pedras na bexiga e afecção da bexiga; cistite com dores e dificuldade de urinar, inchaço, diabete, disúria, falta de regras(distúrbio mentrual), febre,gonorréia, hidropisia, inflamação dos rins, insuficiência cardíaca, leucorréia, micção sanguinolenta, picada de inseto, reumatismo, rins, sífilis, uretra.
Contra-indicações/cuidados: Evitar o uso prolongado, pois pode resultar no surgimento de urólitos (por ser rica em oxalato de cálcio). Evitar seu uso em pacientes com calculos renais de oxalato decalcio.
Modo de usar: - hastes: leucorréia, afecções renais; - sumo fresco do colmo: disúria, hidropisia, aterosclerose, albuminúria, insuficiência cardíaca, dores nefríticas, sífilis e gonorréia, picada de insetos e catarro; -cataplasma s das folhas frescas e contusas: tumores; - suco do caule: arterioesclerose, lavar feridas, excitações nervosas e do coração.

COMO FAZER: Em um litro de água fervente, coloque 2 colheres de sopa da erva e deixe levantar fervura. Desligue o fogo e abafe por dez minutos.

COMO BEBER: Tomar 1 xícara de 3 a 4 vezes ao dia.


OUTRAS FORMAS DE UTILIZAÇÃO:


  • O suco ou sumo das suas hastes diluído em água é usado para tratar doenças venéreas.
  • A haste e a raíz, secos e moídos em pó, são usados em cataplasmas adstringentes que servem para curar hérnias.
  •  As  suas folhas, em alguns lugares do interior do Brasil,  são utilizadas como emoliente nas contusões e inchaços.

2 comentários:

Inspetor José disse...

A primeira vez que tomei o chá, foi por causa de azedume na uretra. Foi excelente. De vez em quando usamos por alguns dias como prevenção, principalmente agora morando no litoral onde tem tanta nos barrancos.

Inspetor José disse...

A primeira vez que tomei o chá, foi por causa de azedume na uretra. Foi excelente. De vez em quando usamos por alguns dias como prevenção, principalmente agora morando no litoral onde tem tanta nos barrancos.